quinta-feira, 22 de abril de 2010

Simples, simplesmente...

Não quero que me dê força.
Só quero um abraço, afinal foi isso que pedi.

Força eu encontro em desconhecidos.
Mas abraço eu quero de conhecidos.
de pessoas que, de certa forma, estão aqui dentro
que por mais que eu tente tirar, eu não consigo.
Ou talvez não esteja tentando tirar da forma correta
por simples falta de coragem, ou porque simplesmente nao quero.
Quero, não quero, quero, não quero...
Antes fosse a época do bem me quer, mal me quer...

Cansada...
E cada vez mais só!
Em casa fico com a solidão, melancolia e amargura.
Lembranças só aparecem para atormentar tudo mais....
Necessito de uma faxina mental!
Esquecer tudo que no calor do momento foi dito e agora esquecido pela outra parte.
Ou apenas um equívoco da outra parte, porém sincero em um dado momento.

Não quero que sinta minha dor, meus problemas....
não entenda mal...
Mas tanta coisa ao mesmo tempo e eu aqui sem anticorpos
E você surge no meio de tudo, como um possibilidade de me aquietar.
Por isso disse e digo novamente: Só queria um abraço seu.




















 Figura: Pequeno Zeta que um dia foi membro querido da ASSIMA.
Hoje em dia ele esta esquecido por muitos, assim como pequenas coisas simples são esquecidas...

3 comentários:

thatycastan disse...

Olaaaaaaaaaa.
adorei saber que vc tb está por aqui.
Agora poderemos continuar nos falando como no fotolog.
Adorei seu blog...
E vc ta certa, abraços só de conhecidos,de amigos porque ai temos certeza que tem apoio naquele abraço. Tem sentimento.

E vc como está?
Espero que melhor que da ultima vez que nos falamos.

Kisses

Roberto Borati disse...

um beijo, nicki, caminhe.

Em caso de incêndio, chame o Thiago disse...

UTA!