domingo, 18 de abril de 2010

Neste mundo pode ser...






 E então ela completou...


- Sonhando! É isso, Dinah. Se esse mundo fosse só meu, tudo nele era diferente! Nada era o que é porque tudo era o que não é. E também tudo que é, por sua vez, não seria. E o que não fosse, seria. Não é?

Um comentário:

Roberto Borati disse...

nunca ficamos satisfeitos com o mundo que deparamos. uma alternativa é realmente viajar em outro, que seja.

beijos, beijos.